terça-feira, 4 de outubro de 2011

Atenção MALHADORAS!

Oi pessoal, não sei se falei para vocês mas não estou mais treinando Muay Thai, estamos sem professor, (rezando para aparecer outro) e para não ficar parada resolvi voltar para a musculação. E lendo a Revista Boa Forma achei interessante a matéria 5 erros que uma malhadora não deve cometer

Vamos lá??


“Se eu fizer musculação, vou ficar malhada demais?”; “É melhor fazer sempre os mesmos exercícios ou variar o treino?”. Se essas e outras dúvidas já passaram pela sua cabeça, fique tranquila: você, com certeza, não é a única que já se pegou procurando respostas para essas perguntas. Por isso, BOA FORMA selecionou as 5 armadilhas mais comuns e ensina você a fugir delas!

1. Aqueça sempre
Você chegou à academia e não vê a hora de queimar calorias. No entanto, antes de pegar pesado na malhação, nada de começar a todo vapor e esquecer do aquecimento. “Quando você começa mais devagar e com a respiração mais tranquila, faz os movimentos com mais oxigênio, o que ajuda a produzir energia para aguentar o exercício. Se você começar depressa demais, você estará trabalhando com deficit de oxigênio, o que diminui o rendimento do exercício”, explica o consultor de fitness Almeris Armiliato. Além disso, o personal trainer Carlos Klein alerta que o aquecimento é importante para preparar as articulações para o estímulo mais forte que virá a seguir. “O aquecimento de 5 a 10 minutos é essencial para a prevenção de lesões”, explica.

2. Varie os exercícios
Você começou a fazer uma série de exercícios que está dando ótimos resultados e agora não quer mais trocar de treino. Se esse é o seu caso, saiba que variar os movimentos é recomendado e, aliás, faz parte da vida de malhadora. “A variação dos estímulos ajuda a prevenir lesões por esforço repetitivo. Por isso, nunca recomendamos fazer spinning ou correr todos os dias. O ideal é alternar as atividades”, explica Carlos. Além disso, o músculo tende a se acostumar com o estímulo e, nesse caso, o treino rende muito menos. No entanto, se você acabou de começar a praticar exercícios físicos, talvez seja
bom esperar um pouco para variar o treino. “No começo, o músculo precisa entender o que está acontecendo, por isso, é melhor esperar um pouco para variar”, ensina Almeris.

3. Pegue peso
Se você é daquelas que vai à academia, mas passa longe da sala de musculação porque seu objetivo não é ficar bombada, atenção ao que dizem os especialistas: “A musculação é importante para evitar lesões, corrigir a postura, acelerar o metabolismo e ainda é forte aliada na prevenção da osteoporose”, explica o especialista Almeris. Além disso, a atividade é fundamental para o desenvolvimento de massa magra, o que acelera o processo de emagrecimento e ainda ajuda a manter o peso ideal.

4. Escute seu corpo
Você vive lutando contra a preguiça de ir à academia, no entanto, tem dias que o mal-estar resolve aparecer e, ao que tudo indica, você está realmente precisando de um descanso. Nesses casos, o melhor que você tem a fazer é escutar o seu corpo e tentar entender o que está acontecendo com ele. O fundamental é saber se é uma indisposição ou apenas uma desculpa esfarrapada para fugir dos exercícios. “Muitas vezes, o melhor é ficar em casa mesmo. Mas pode ser também que seja a sua preguiça reclamando. Nesse caso é melhor não dar ouvidos e correr para a academia”, diz Carlos.



5. Socialize, mas dê prioridade à malhação
Quando você frequenta bastante um lugar é comum que você faça amizades. Na academia, acontece a mesma coisa. No entanto, é preciso tomar cuidado para não passar mais tempo socializando do que malhando. Claro que é normal dar uma pausa no treino para tomar um suquinho e colocar o assunto em dia com a amiga. Ou, entre um aparelho e outro, bater um papo rápido com o paquera. Mas lembre-se que, acima de tudo, você está lá para colocar e manter as curvas no lugar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário